Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Nutrição para gatos, a melhor dieta para gatos

Qual é a melhor dieta para o meu gato? O que é uma dieta saudável para o meu gato? Como devo alimentar meu gato? Nem sempre é claro, mas a nutrição do seu gato é algo de muita importância. Existem alguns mitos que deve conhecer para garantir que o seu amigo felino tenha a melhor dieta que irá influenciar a sua saúde e vitalidade.

Garantir que o seu gato bebe água limpa e fresca o suficiente todos os dias e tenha uma dieta equilibrada baseada em proteínas, é o que ele precisa para ser feliz e saudável.

Nutrição de Gatos

Nutrição para gatos: Os verdadeiros carnívoros

Os gatos são pequenos mamíferos carnívoros, eles são de facto “carnívoros obrigatórios” (ou carnívoros verdadeiros), o que significa que eles devem comer carne para sobreviver. Os gatos não são vegetarianos.

Devido à sua genética e passado, os gatos são predadores, o que significa que todos os nutrientes necessários para manter o funcionamento do corpo são encontrados na presa (carne e órgãos). Como os gatos foram domesticados e trazidos pelos humanos para as nossas casas, eles pararam de caçar e a única maneira de os gatos terem acesso à comida é pelas mãos humanas.

Conforme explicado na Encyclopedia Britânica: “(…) eles não podem obter todos os nutrientes que precisam do reino vegetal e das bactérias. Em particular, os carnívoros carecem da enzima necessária para dividir o caroteno obtido das plantas em vitamina A. Em vez disso, esses animais obtêm vitamina A do fígado das suas presas.

A comida de gato não é toda a mesma

Atualmente o gato doméstico é alimentado principalmente por dietas comerciais (alimentos para animais disponíveis em veterinários, lojas de animais ou supermercados) que podem ser secos, semi-húmidos e enlatados. Algumas pessoas gostam de dar comida caseira aos seus amigos felinos, o que pode ser um pouco desafiador. Fazer a sua própria comida de gato é muito exigente, é necessário ter em atenção todas as vitaminas e minerais essenciais e equilibrar bem todos os ingredientes. Obtenha aconselhamento de um veterinário, se essa for a opção que quer seguir.

É importante reter que como os gatos são carnívoros tem necessidades especiais na sua alimentação tais como:

  • Altas quantidades de proteína (dieta à base de carne)
  • Quantidades moderadas de gordura
  • Quantidade mínima de carboidratos
  • Vitaminas minerais
  • Ácidos Gordos
  • Aminoácidos como a taurina e arginina (de carne ou de peixe).
Nutrição de Gatos
  • Finalmente: Água! A ingestão insuficiente de água pode trazer sérios problemas de saúde ao seu felino.

    É extremamente importante fornecer água fresca o dia todo ao seu gato. A maioria dos gatos não gosta de beber água. Deve fornecer pelo menos 2 taças de água por gato ou uma fonte de água, de preferência aquelas que controlam a quantidade que bebem, como o Pawbo Spring.

Nutrição de Gatos

Lembre-se de que nem toda a comida humana é boa para o seu gato. Leia o nosso post sobre “Os gatos podem comer chocolate”.

Ao decidir a melhor dieta para o seu gato, aconselhamos consultar um veterinário.

Com que frequência os gatos precisam ser alimentados?

Os gatos gostam de comer várias vezes pequenas refeições por dia, em vez de uma ou duas grandes refeições. Isso pode ser difícil de gerir, a menos que tenha um alimentador automático como o Pawbo Crunchy, que tenha um programa de alimentação automática controlada pela aplicação da Pawbo, que também define até 10 refeições por dia para que ele coma porções menores. Gatos ainda bebés devem ser alimentados até 3 vezes ao dia. Um gato adulto pode ser alimentado uma ou duas vezes por dia.

Métodos de alimentação

Existem 3 métodos de alimentação diferentes, cada um com seus prós e contras.

1 – Alimentação programada: Alimenta o seu gato em horários definidos ao longo do dia. Pode ser 1-2-3 vezes por dia, dependendo do felino. A vantagem deste método é que controla o que seu gato come, o que, em algumas circunstâncias, como gatos com excesso de peso, pode ser útil. Desta forma pode detectar facilmente alterações no apetite que podem indicar um problema de saúde.

Por outro lado, como uma possível desvantagem, os gatos podem pedir comida entre as refeições. No entanto, como a maioria dos gatos de estimação é uma criatura de hábitos, esse problema pode ser evitado servindo as refeições com a quantidade adequada todos os dias à mesma hora para controlar o apetite do gato. Isto não precisa ser difícil ou demorado, existem soluções no mercado como o Pawbo Crunchy, o Alimentador Automático Inteligente. Você define as configurações de refeições de seus animais de estimação e o Pawbo Crunchy cuidará do resto com precisão.

 

2 – Alimentação à descrição: Com este método, o seu gato tem sempre acesso à comida dele durante o dia. O seu gato nunca está com fome porque a comida está sempre disponível. Muitos pais de gatos escolhem este método porque é o mais conveniente para eles, mas essa não é a melhor opção para a maioria dos gatos. Uma das desvantagens deste método é que pode levar a excessos e obesidade.

Se é fã desse método, o melhor conselho para evitar a obesidade é fornecer a quantidade adequada da dieta descrita no saco de ração e não dar mais do que isso. Também é difícil dizer se o apetite do seu gato mudou. Mais uma vez, o alimentador inteligente para gatos da Pawbo Crunchy pode ser útil, com o seu sistema de medição em dupla escala, obtém a quantidade exacta de alimento que seu gato precisa, evitando alimentar a mais ou a menos o gato.

Nutrição de Gatos
3 – Alimentação combinada: O terceiro método é uma mistura entre a alimentação programada e comida à descrição.
Consiste em fornecer comida húmida ao seu gato em horários específicos (alimentação programada para refeições) e ter comida seca sempre disponível numa taça. O bom é que controla parcialmente o que o seu gato come e ele / ela come pequenas porções ao longo do dia. As desvantagens são as do método de alimentação à descrição, se não medir a comida que dá ao seu gato, isso pode levar à obesidade. Lembre-se de que, independentemente do método escolhido para alimentar o seu amigo peludo, a quantidade que lhe dá e uma dieta equilibrada é o mais importante. Fale com seu veterinário para definir a quantidade exata de alimento para o seu gato, não basta procurar nos rótulos. Esses conselhos para a nutrição dos felinos são directrizes e independentemente do método escolhido, tente sempre fornecer uma dieta de alta qualidade, fornecer água limpa e suficiente e dar-lhe muito amor. Eles vão agradecer.

Como alimenta seu gato? Compartilhe as suas histórias nos comentários!

Visite o nosso blog para mais perguntas e informe-nos se você tiver algum tópico sobre o qual gostaria de escrever!

Deixe uma resposta

TOP POSTS

EXPLORE OUR PRODUCTS

SUBSCRIBE FOR THE NEWS